Project

General

Profile

Atividade #1040

Analise da dinâmica longitudinal do robô

Added by Luis David Peregrino de Farias about 2 years ago. Updated about 2 years ago.

Status:
Em andamento
Priority:
Alta
Assignee:
-
Target version:
Start date:
03/15/2019
Due date:
Spent time:

Description

Com a mudança do sistema de transmissão do robô foi levantado um estudo da dinâmica do robô para verificar a viabilidade do mesmo.

Principais objetivos:
Determinar se o sistema de transmissão atual está bem dimensionado.
Determinar a redução ideal nas rodas omnis

Dados de inércia.pdf (105 KB) Preview Luis David Peregrino de Farias, 03/15/2019 08:26 PM

picture454-1.png (89.5 KB) Preview Luis David Peregrino de Farias, 03/15/2019 08:43 PM

picture454-2.png (46.5 KB) Preview Luis David Peregrino de Farias, 03/15/2019 08:43 PM

picture454-3.png (6.17 KB) Preview Luis David Peregrino de Farias, 03/15/2019 08:43 PM

picture454-4.png (12.6 KB) Preview Luis David Peregrino de Farias, 03/15/2019 08:43 PM

picture454-5.png (19.5 KB) Preview Luis David Peregrino de Farias, 03/15/2019 08:43 PM

picture960-1.png (17.8 KB) Preview Luis David Peregrino de Farias, 03/15/2019 08:55 PM

picture856-1.png (30.9 KB) Preview Luis David Peregrino de Farias, 03/15/2019 09:10 PM

picture856-2.png (34.1 KB) Preview Luis David Peregrino de Farias, 03/15/2019 09:10 PM

picture856-3.png (10.4 KB) Preview Luis David Peregrino de Farias, 03/15/2019 09:10 PM

Picture454 1 Picture454 2 Picture454 3 Picture454 4 Picture454 5 Picture960 1 Picture856 1 Picture856 2 Picture856 3

History

#1 Updated by Luis David Peregrino de Farias about 2 years ago

Geometria do problema:


Desempenho do motor:

picture454-1.png

A curva utilizada foi a do torque fornecido pelo motor para as diversas rotações(vale ressaltar que se deve ajustar os valores para o motor sem caixa de redução)

Dados do robô(utilizado da robocup 2018):

PDF ANEXO(Dados de inercia)

Matrizes para robô omni com 4 rodas e assimétricas:
picture454-2.png
picture454-3.png
picture454-4.png
picture454-5.png

A ideia do programa é que se partindo do repouso o robô sendo alimentado por ddp máxima nos 4 motores(situação que ele segue a curva de torque exposta no datasheet) vai apresentar forças trativas em cada roda que começa acelerar o robô seguindo o equacionamento matricial exposto. Com o tempo a velocidade do robô aumenta assim como as velocidades de rotação dos motores, situação que faz o motor fornecer menos torque, até que as este atinge sua velocidade máxima limitada pela velocidade máxima que os motores podem atingir ou que o torque é igual a 0.

#2 Updated by Luis David Peregrino de Farias about 2 years ago

Programa desenvolvido:

Script matlab: (Input de Dados)

clc
close all
clear all
R=0.0761; %distância das rodas ao centro do robô
Iy=0.00767; %momento de inércia no eixo vertical
M=2.17; %massa do robô
alpha=Iy/(M*R^2); %parâmetro de calculo
Theta1=30*pi/180; %angulos das posiçôes dos omnis
Theta2=30*pi/180;
Theta3=45*pi/180;
Theta4=45*pi/180;
r=0.0283; %raio da roda omni
C_alpha=[-sin(Theta1) -sin(Theta2) sin(Theta3) sin(Theta4) %matriz de aceleração
cos(Theta1) -cos(Theta2) -cos(Theta3) cos(Theta4)
1/(alpha*R) 1/(alpha*R) 1/(alpha*R) 1/(alpha*R)]/M;
D=[-sin(Theta1) cos(Theta1) R %matriz de relação cinemática
-sin(Theta2) -cos(Theta2) R
sin(Theta3) -cos(Theta3) R
sin(Theta4) cos(Theta4) R];
max_rpm=8750; %máximo rpm que pode ser atingido pelo motor
max_torque=8.4*9.81*0.01/50; %máximo torque (para rpm=0)
N=8; %Redução nas engrenagens

Simulink:
picture960-1.png

#3 Updated by Luis David Peregrino de Farias about 2 years ago

Resultados:

Gráfico V(t)
picture856-1.png

Robô atinge velocidade de 3 m/s em 0.8 seg e uma velocidade máxima de 3.743 m/s em 1.5 seg. A velocidade máxima não está muito longe da velocidade de 4m/s (máxima permitida pela competição), mostrando que não é vantagem para o projeto uma demasiada perca de redução para obter velocidade máxima maiores, pois isso resultaria em uma menor aceleração e passaria dos 4m/s máximos.

Gráfico X(t)
picture856-2.png
Robô atinge velocidade de 3 m/s após percorrer 1.46m e uma velocidade máxima de 3.743 m/s após percorrer 3.88m.

Gráfico de rpm(t)
picture856-3.png

Motores da frente ficam em rotações mais elevadas nessa situação.

#4 Updated by Luis David Peregrino de Farias about 2 years ago

Conclusão

Ao meu ver os esforços poderiam ser em aumentar um pouco a velocidade máxima, porém tentar ao máximo reduzir massa do motor. Já que não existe a possibilidade orçamentária e técnica(caso o motor seja de outro tipo ou com outra voltagem se não 7.4v) de se trocar por um outro motor que fosse mais potente. Continuando nessa questão orçamentária, seriam gastos cercas de 1700 reais para comprar engrenagem pra todos os robôs. Assim foi decidido utilizar uma engrenagem de 40 dentes que vem na caixa de redução do motor, de modo que precisaríamos de apenas mais 10 para completar 8 robôs. Porém essa mudança causa uma excessiva perca de redução, fato que deve ser compensado com a diminuição do tamanho da roda para se obter a mesma aceleração. Além disso a redução da roda causa diminuição da massa total e do seu próprio momento de inércia(que deve ser levado em conta no modelo para uma simulação mais completa) de modo que o resultado é ainda um pouco mais pessimista do que o encontrado em termos de aceleração do robô.

Com base nesses pontos argumentados já estão sendo feitas mudanças do robô a fim de reduzir massa e proponho um protótipo em plástico, tendo em vista a dupla contribuição da massa do omni para inércia do robô. E a experiência que tive com os robôs das antigas gerações que possuíam a roda em plástico e essas nunca quebraram(o problema estava na engrenagem de plástico e não a na roda omni em si).

Além disso foi solicitado uma curva do x(t) do robô em campo quando mandado um comando de velocidade pro robô(no modo elô mec teste, onde não é feito controle por parte da Intel). Afim de comparar o modelo teórico com o que é encontrado na prática.

Also available in: Atom PDF

Go to top
Add picture from clipboard (Maximum size: 500 MB)